50 Dicas para um DOMINADOR

Essas regras são apenas a título de sugestão, cada relação D/S (dominação/submissão) tem suas próprias regras e características próprias.

  • Exigir respeito do submisso na forma de tratamento dele com você.
  • Quando for punir o submisso, explicar a razão. Isso serve como doutrinamento dele.
    Sempre após uma punição, mostrar um pouco de compaixão, afinal trata-se de um ser humano.
  • Respeitar o SSC sempre.
  • Quando for fazer algo não combinado, perguntar ao submisso. O mesmo serve para aumento de limites do submisso.
  • Fazer um contrato de submissão, esse é um momento especial que pode ser explorado.
  • Mandar o submisso fazer tarefas diárias, assim mantém ele sempre ligado a você.
  • Não fazer tudo que o submisso quer, mas também atender um pouco de suas vontades.
  • Ser duro quando for necessário, mas tratar com educação. Não é cara feia ou medo que fará o submisso o obedecer, e sim a admiração que ele terá por ti.
  • Respeitar o ambiente privado do submisso, tipo familiar e trabalho. Não misturar as coisas.
  • Sempre manter o submisso preso a alguma equipamento enquanto tiver em sessão. Salvo se for um dos limites dele.
  • Uso de coleiras é importante, pois além de remeter a humilhação faz ele sempre se sentir ligado a você.
  • Um dispositivo de castidade é muito legal, faz a sessão durar dias ou semanas. E condiciona o prazer sexual dele a sua presença, detentor das chaves.
  • Quando for maleável em algum momento, peça um sacrifício dele em outro aspecto. Uma troca.
    Se mostre sempre superior nas atitudes, mas nunca no conhecimento. Todos nós temos muito a aprender com os outros.
  • Uma pessoa quando está nu, na presença de outra impecavelmente vestido, se sente humilhado. É uma forma sutil de humilhação sem nenhuma palavra.
  • Tenha roupas legais para as sessões, mas não fuja de seu padrão de estilo. Não vai combinar com você.
  • Não minta para o submisso. Melhor a verdade dura e crua.
  • Em caso de mais de um submisso durante uma sessão, é legal criar uma competição entre eles. Você é o prêmio.
  • Tenha bons equipamentos, melhor ter poucos de qualidade a ter muitos ruins.
  • Quando tiver de comprar algo, se esforce para comprar o melhor, mesmo que demore um pouco mais, para no futuro não se arrepender.
  • Frequente festas, observe muito os outros dominadores. Sempre aprendemos com outras pessoas.
  • Pesquise na internet por textos, vídeos ou fotos. Analisando como fazer determinada técnica.
  • Não tenha vergonha de perguntar como faz determinada coisa. Isso é prova de humildade e fonte de conhecimento grande.
  • Pesquise sempre o que tá se passando no BDSM nas principais cidades do mundo para o BDSM, mas não se esqueça de pesquisar a produção nacional, que tem feito excelente trabalho. Sempre veja os principais sites do Brasil.
  • Frequente grupos de WhatsApp de bdsm e de Facebook.
  • Tenha um perfil no Facebook, Instagram e Recon. Deixe estes apps sempre atualizados.
  • Publique sempre que possível, fotos e videos das sessões. Peça um texto ao submisso sobre a sessão. Isto passa muita credibilidade a sua pessoa. Prefira videos a fotos, e fotos a textos. O melhor é ter os 3 documentados.
  • Respeite os submissos fixos de outros Doms. Isso é um código de ética dos Dominadores.
  • Respeite todas as formas de dominar e as limitações que todos temos.
  • Procure sempre evoluir, estudando técnicas novas, para aumentar seu repertório.
  • Não exponha seu submisso, caso o mesmo não queira fotos ou videos. Respeite isso.
  • Se possível faça um site, e tente parcerias com outros dominadores.
  • Cuide da limpeza de seus equipamentos. Ou você ou seus submissos. Um equipamento de qualidade e com o zelo correto, irá durar décadas.
  • Nunca esqueça que no BDSM, ser dono de alguém é algo fictício. Ninguém é dono de outra pessoa.
  • A responsabilidade do dominador é muito maior do que a do submisso, então cuidado no que vai fazer.
  • Exija dos switches que quando estiver em uma sessão com você, se comporte como submisso. Nada de perder a rédia da sessão.
  • Sessões em conjunto com outros dominadores é uma delicia, tente se entrosar.
  • Se afaste de pessoas que são hard demais. A possibilidade de dar algo errado é grande.
  • Um estudo prático é bem mais proveitoso do que um estudo teórico. Vocês vão ver que tem muita gente chata que sabe muita teoria, mas não sabem dar um laço no cadarço do tênis.
  • Fuja de quem fala mal de alguém por trás, quando você se virar, você será a vítima. Falo por experiência própria. Fui vítima disso.
  • Não exija nada financeiro do submisso, salvo se você for um dominador GP. Neste caso, deixe claro desde o início da relação D/S.
  • Não fique com algum submisso “por caridade”, eles não querem ficar com dominadores por caridade. Além de a sessão ser péssima pra você. O tesão, o desejo são necessários para uma sessão.
  • Tente manter o corpo em dia. Mesmo tendo um monte de acessórios, isso poderá ser um plus.
  • Se tiver alguma doença transmissível, conte ao submisso ou não faça nenhuma prática que possa prejudicar o parceiro. Ignorar essa regra, configura crime pela legislação e jurisprudência brasileira.
  • Ao pegar um submisso iniciante, seja paciente e comece com técnicas simples. Aumentando gradativamente.
  • Procure saber antes da sessão o máximo de detalhes dos fetiches do submisso. Para ver se há afinidade entre vocês.
  • Antes da sessão, nas conversas, é bom deixar claro que bdsm envolve riscos. Em algumas técnicas mais, e em outras menos. Procure saber se o mesmo tem plano de saúde. Parece uma besteira, mas pode te ajudar em uma emergência.
  • Escolha uma boa playlist para a sessão. Assim como uma boa iluminação.
  • Se for trabalhar com velas, muito cuidado na temperatura da cera delas, bem como com a possibilidade de incêndio.
  • Só faça práticas mais perigosas quando for adquirindo experiência. Cuidado especial com controle de respiração, mordaças que dificultam a respirar, e sondas na uretra. As cordas, merecem atenção especial na circulação sanguínea.
  • Deixe claro para o submisso que BDSM não é sexo com equipamentos. É muito mais que isso.

 

Próximo tópico http://www.brennofurrier.com/o-que-eu-penso-sobre-bdsm/

LiveZilla Live Chat Software