O melhor dispositivo cage de castidade

16 julho, 2017 | Posted in Fotos, Noticias

Tenho pesquisado dispositivos de castidades há muitos anos, esse me chamou a atenção por algumas características encontradas todas em um único equipamento.

Ele é de metal, algo que traz uma característica de SEGURANÇA a um dispositivo.

Ele tem a chave imbutida, escondida. Não permitindo ter acesso a quebrar ou serrar a fechadura ou cadeado.

Possui uma argola anatômica, se adaptando melhor a base do pênis.

Uma segurança a mais para base do pênis, tipo uma lingueta de metal, que o impede retirar.

Comprei o meu, já chegou, depois mostrarei fotos em uso.

 

Leia Mais...

FILME BAUNILHA EMOCIONANDO GERAL.

8 julho, 2017 | Posted in Atualizações, Noticias, Outros

RELATOS DE DUAS PESSOAS QUE ASSISTIRAM

DO RIO DE JANEIRO

Fui prestigiar estréia de “baunilha”.
Seria o terceiro filme a ser exibido, meu coração estava acelerado demais, sentia como se aquelas pessoas que estavam para assistir ao filme fossem me recriminar, pelo meus fetiches…
Me admirei de conhecer um pouco melhor sobre a sua história, e me surpreendi ao ser relatado no filme sobre sua intimidade.
O Filme, é de muito bom tom, gosto, Com uma qualidade técnica excelente.
A atuação dos personagens, e a Sua participação foram primordiais para o sucesso da mensagem a ser passada. Tantos conceitos, sendo passado de forma simples, e para quem é baunilha, é um ótimo filme para desmistificar a idéia do BDSM, ligado a perda da razão.
Obviamente que dei a nota máxima para o Seu filme no festival, fico na torcida para que ganhe.
Ao findar a sessão, notei pelas conversas, que haviam muitos Senhores e Senhoras do BDSM hetero.
Parabéns ao Senhor, e ao Diretor Léo Tabosa (por gentileza retransmitida esta mensagem a ele).
Um beijo em Seus pés!👣🐶

DE PERNAMBUCO

Sobre Baunilha e Brenno (agora indissociáveis).
Foi muito bom ver Baunilha. Feito por gente grande, aborda como um tiro certeiro um assunto tão rico. Descreve um arco mas não fecha o círculo. Porque a vida não cabe num círculo.
As cenas são ricas de informações, os ângulos fechados aproximam-se em muito à maior parte dos registros bdsm, o real e o ficcional se fundem numa dose equilibrada, de gosto forte e pouco gelo. É cinema que atua na cabeça. Ninguém sai da sala de projeção igual ao que entrou.
Chega muito perto do espectador. Cria a afinidade, a cumplicidade, e se dá a identificação que todo drama exige. Afinal, drama é triangular. É narrativa, espectador e identificação.
Traz a história de um personagem que passei a conhecer em minha história recente, e que desvendo aos poucos, não como desvenda-se um personagem, mas como um presente se desembrulha com cuidado e expectativa. Sou espectador e expectador. Baunilha, como Brenno Furrier, cabe em mim por completo. É um terno de boa alfaiataria, que cai bem em todas as suas metades. Esse todo que é o indivíduo e o bdsm contém bem mais que duas metades. É multifacetado.
Parte da metade não revelada na tela, da metade que não foi contada, eu conheci nas entrelinhas da outra metade. Aquela metade que se chega com timidez, com sua metade sentimento protegida pela metade cenográfica, sempre tem uma nova revelação, uma página ainda não lida. E são essas revelações que emprestam sentido ao indivíduo e o tornam maior que o bdsm.
A metade pública funde-se à metade íntima e pessoal. O limite entre elas é tênue, arrepia a quem conhece um pouco de cada uma delas pela tranquila verdade exposta por todos os lados.
Caiu-me bem esse terno, pois me vi refletido na tela. Espelho. Não importa qual seja o lado do chicote, a iniciação, a maneira como percebeu-se e realizou-se a sua persona bdsm. Essa persona mistura-se como líquido ao que há de essencial no indivíduo. O que importa é ter consciência de que o bdsm faz parte de tantas metades quantas possam haver, e não apenas da metade exposta. É perceber que as relações entre os indivíduos falam de amor, e não de outra coisa. E que tudo isso faz sentido quando é verdade.

 

FORTALEZA

Baunilha, o filme

POR RAINHA FRÁGIL

Não preciso voltar a falar do quanto estimo e respeito Mestre Brenno Furrier. Falei aqui sobre o BDSMCamp que ele organiza.  Mas eu falo pra todo mundo dele, eu conto toda hora que tem gente como ele no meio BDSM. Ele é o abraço amoroso de todas as horas.

E eu gosto de dizer que há outras pessoas como ele, muitas. E que isso é boa-nova! Eu sinto muito orgulho do carinho dele por mim. Aquela sensação de “por que eu?”.

Brenno é um cara muito reservado e eu estranhei quando me disse que apareceria no filme com o rosto coberto. Conhecendo ele como conheço, imaginei que o veria de costas no fundo de uma cena.

Enfim, fui assistir Baunilha na Mostra Cine Nordeste_2017 

: )

 

Sim, ele está com o rosto coberto, mas ele aceitou se expor totalmente. Alma exposta. A história é sobre ele. É, claro,  sobre nós também. Sobre todos os segredos da gente. E é sobre vê-lo escancarar-se e deixar à mostra toda a sua humildade – o cara que tem um dos dungeons mais completos do Brasil, que é respeitado em qualquer lugar por onde ande. Esse cara e sua postura diante do BDSM e da vida: íntegro, amoroso, responsável. Fala de seus valores, de suas derrotas. BDSM responsável da melhor qualidade.  Vocês irão entender porque eu o respeito tanto.

Houve um debate após a exibição dos filmes selecionados e conheci o mágico que escolheu o Brenno e o convenceu a contar sua história.  Leo Tabosa, o diretor, participou do debate. Fiz questão de cumprimentá-lo. Porque eu sei que tem que ser outra alma boa pra fisgá-lo daquela maneira. Tão delicado.

Enfim. Vocês precisam ver.  Precisam precisam.

Dia 14 terá mais uma exibição no Centro Cultural Caixa Econômica, pertinho do Dragão do Mar. 17 hs.  E por que ninguém nunca me falou antes desse espaço? Fortaleza tá cheia de eventos e espaços incríveis e eu aqui moscando…  :  /

E dia 29 de abril Brenno estará na minha festa. Faz tempo que estou tentando que participe de uma festa. E tô com muita saudade. : )

E dessa vez está confirmado  : )

Leia Mais...

NOVA PARCERIA – RADIO AGITA BDSM

8 julho, 2017 | Posted in Atualizações, Noticias, Outros

O BF STUDIO entrou em parceria e passou a anunciar na rádio  http://agitaplaneta.com/ . Espero que essa ação traga benefícios para ambas as partes. A pessoas da Fran é fantástica e faz um programa muito legal.

Leia Mais...

O QUE EU PENSO SOBRE BDSM – Atualizado 08/07/2017

6 julho, 2017 | Posted in Noticias, Outros

AOS NOVATOS E INTERESSADOS
SEGUE PARA QUE AJUDE NO ENTENDIMENTO INICIAL DO BDSM, dedicado aos novatos nesse mundo.
Respondi a umas perguntas de forma clara e curta, sem enrolação.
Abraços

Brenno Furrier

www.brennofurrier.com

Atualizado em 08/07/2017

*O q significa BDSM?*

Para mim, sem muitas teorias e significados, trata-se de um fetiche sexual, onde alguns dão maior valor e outros dão menor valor em relação a sua vida.
Cada letra desta significa um sub-fetiche, e cada sub-fetiche uma prática diferente.
*Todos praticantes devem fazer todas as letras?*

Não, as pessoas só devem fazer o que tem vontade ou coisas que querem experimentar.
Em uma sessão de BDSM, pode haver o B e não haver o M, por exemplo.
*Pode alguém gostar de ser amarrado ou espancado sem ser submisso?*

Sim, ser um submisso ou slave, está muito ligado à letra D. Onde a submissão vem atrelada ao D de dominação ou disciplina.
Um praticante de bondage, não necessariamente é um sub ou slave.
Ser um submisso está mais ligado à alma do que ao corpo.
Por isso chamo todos de praticantes de bdsm.

*Sobre os switch?*

Já ouvi dizer, que são as pessoas que mais se divertem.
Normalmente são excelentes Doms e medianos subs, pois apresentam alto nível de desejos a serem satisfeitos e tem de ser de acordo com suas vontades, querendo muitas vezes controlar o dominador. Mas essa regra tem exceção, pois tem aqueles que sabem virar a chave DOM/SUB muito bem, não a deixa na metade.

Vai muito da atitude do dominador se sujeitar ou não.

*Detalhe o BDSM?*

B- bondage (todas as formas de restrição)

D- disciplinar e dominação

S- sadismo ou submissão

M- masoquismo

*O que achas da Liturgia?*

Para ser sincero, acho um saco quem tem a sua e quer empurrar isso aos outros como uma verdade “verdadeira”.
Cada pessoa deve seguir seus próprios passos e métodos, como os que te fazem feliz.
Sempre digo; se você tem uma liturgia própria, fique pra si, pois ela não rege minhas ações.
Cada Mestre comanda seu reino de acordo com suas leis, já diz uma amiga minha (Rainha Frágil de Fortaleza)

Porém todas as liturgias existentes, tem de seguir o SSC (São, Seguro ou saudável, e Consensual), e acrescentando o R, pois o risco é inerente a toda atividade, inclusive a prática do BDSM.

*O que achas da relação 24×7, para o dom ou sub?*

Acho complicado viver 24×7 (24 horas por 7 dias da semana, isto é, full time, sem pausa), em qualquer um dos papéis. Por considerar o BDSM um fetiche, e não um estilo para a minha vida. Não acho legal esse tipo de relação. É muito puxado tanto para o Dom,  como para o Sub.

*Como você iniciou no BDSM?*

Iniciei muito cedo, antes dos 10 anos, fazendo nós em mim e em meus coleguinhas.
Não sabia do que se tratava, mas sabia que era gostoso. Brincadeiras no estilo de polícia e ladrão eram as minhas preferidas.

Aos 22 anos já tinha minha primeira sala de jogos privada. Trabalho desde muito novo, por isso consegui conquistar meus objetivos.

*Sobre o filme “50 tons de cinza”?*

Assisti e vi muitas críticas ao filme.
A grande maioria dos teóricos, filósofos, “fodões” do BDSM “meteram o pau” nele, mas meu entendimento é oposto, tentei ver o lado bom; o de permitir a discussão, e de permitir que muitos curiosos tomassem coragem para iniciar naquele momento.

Lógico que, no roteiro do filme, atribuir o BDSM da vida dele a um trauma que o artista sofreu foi ruim, mas o lado positivo do filme foi muito superior.

Algumas pessoas na época do filme me chamavam de 50 tons de cinza brasileiro (christian grey), queria ter a beleza dele e 1/3 de sua fortuna hehehehe. Mas acho que foi devido ao meu arsenal de equipamentos e por ter conquistado um pequeno sucesso profissional, não sei se era uma crítica ou elogio, sei que não me causou tristeza ou alegria. Pois sempre tentei seguir e fazer meus próprios caminhos.

*Onde comprar equipamentos?*

Depende muito de alguns aspectos. Dinheiro e disponibilidade de viajar são alguns exemplos.
Dinheiro curto sugiro o Ebay. Mas sabendo que o material não é top. E demora demais.
Mas se tiver dinheiro e tempo pra viajar, sugiro definir o que deseja e escolher as melhores marcas do mundo.
Não necessariamente comprar tudo em uma única loja, pois determinado produto pode ser melhor em outra concorrente.

No Brasil temos duas lojas de pessoas que praticam BDSM e que conheço. A http://www.no-xcape.com/?tracking=589d727d5ca9f   e a  https://www.vialibido.com.br.

*Dominador sempre ativo e sub sempre passivo?*

Isso é uma idiotice brasileira. O fato de um  boy ser dominador não o faz ativo sexualmente, e vice-versa.
São coisas distintas, uma é a ação do BDSM e a outra, a ação baunilha na cama.

Mas, a maioria dos dominadores são ativos, mas não obrigatoriamente.
Conheço vários dominadores passivos na cama.

No meu caso, sou dominador e Ativo sexualmente.

*Práticas perigosas?*

Esse ponto é muito importante.

Dica: se preocupe principalmente com a respiração. Nada que tape o nariz, boca e que aperte o pescoço. Uma simples corda colada na lateral do pescoço pode fazer a pessoa desmaiar.

Cuidado com velas, elas têm temperaturas diferentes.

Equipamentos enfiados na uretra merecem destaque também, para evitar infecções e traumas dentro do canal peniano.

Muitos gostam de dar tapas no rosto, mas até pra isso tem de saber bater, pois pode deslocar o queixo ou causar traumatismos.

Sangues são potencialmente perigosos para transmitir doenças.

Spank tem de ser no local certo e com o objeto correto, pode ser perigoso também. Sugiro iniciar pela bunda.

CBT é algo muito arriscado também, sugiro estudar um pouco antes de começar a fazer. Dica: nunca bata nas bolas estando elas apoiadas ou presas em lugar rígido.

*Limites?*

Meus limites são poucos. Não gosto de sangue, scat e causar dor intensa.
Cada submisso tem seu limite, e é bastante distinto entre eles.
Um dominador tem obrigatoriamente respeitar o limite de cada sub, sob pena de sair do SSC (são, seguro e consensual).
As pessoas pensam que sou muito pesado, mas na verdade, sou carinhoso ao extremo com quem eu prendo.
Minha preferência no BDSM é o B (bondage).

Alerto sempre os dominadores iniciantes, mesmo se o submisso ou praticante pedir, não ultrapasse a linha do SSC, sob pena de ter um risco grande e ter de responder por seus atos.

*Indicação de praticantes?*

Sugiro procurar pessoas conhecidas e que mostrem seus trabalhos.
Pedir conselhos a quem já é conhecido é fundamental para não entrar em perigo.

*Indicações de lugares Brasil?*

São Paulo é a capital BDSM GAY do Brasil, mas não há uma casa ou um lugar especial e específico para isso. Existem festas como o Projeto Luxúria e o BDSMCAMP. Há um bar como o dominatrix que é frequentado basicamente por heterossexuais.
Atualmente o melhor lugar do Brasil é a UPGRADE, nas festas LEATHERZONE.
Recife se destaca no BDSM GAY, não pela quantidade de praticantes, mas sim pelo nível dos Dominadores e seus studios de dominação.

Mas há grandes praticantes em todos os estados brasileiros, basta procurar.

*Melhores países para o BDSM GAY?*

Na minha visão e por ter viajado muito já, sou fã da Alemanha e dos EUA. Mas também é forte na Inglaterra e Holanda.

*Melhores festas mundo?*

As Folsoms de Berlin e São Francisco.
Mas para mim, o IML de Chicago é fenomenal, pois todos os participantes ficam em um mesmo hotel gigante praticando nas respectivas suítes. Além de ter a escolha do Melhor Leather do mundo e uma gigante feira de produtos, ocorre sempre no mês de maio.

*Melhores espaços pra BDSM?*

Há três clubes que me chamaram muito a atenção: o Citadel São Francisco, o de Chicago ( Chicago Hellfire)e o de Berlin (http://www.quaelgeist.sm), mas com certeza temos outros clubs que não conheço.

*Idades no BDSM?*

Não há idade máxima para a prática, mas pela lei brasileira a mínima é 18 anos. Há quem curta de todas as idades, ou jovens ou maduros. Isso depende de gosto.

Para mim, não curto menores de 21 anos e nem maiores de 35 anos (Máximo de 40). Pq disso? afinidade e tesão. Cada um tem sua preferência.

Muitos me criticam por não aceitar mais velhos, mas a maioria deles só querem pegar dominadores novos e sarados. Cada panela arruma sua tampa. Ninguém pode jugar o gosto do outro.

“Pagar por sessão?”

Não vejo problema em quem “cobra” para dominar, eu não cobro como muitos pensam.
Novamente muitos criticam quem cobra um valor, mas é o seguinte, paga quem quer.
Tudo tem de ser combinado antes e respeitando os limites. Não discrimino ninguém por cobrar, só eles sabem onde aperta o sapato.

*Sua preferência de subs?*

Curto caras submissos de alma, aqueles que nasceram para servir.

A aparência para mim é importante também, podem criticar hehehe, mas não serei demagogo negando isso, pois é uma questão de tesão mesmo. Eu curto pessoas magras, altos, pés bonitos e passivos.
Mas tenho tesão em muitos outros biótipos também, não é uma regra fechada.

Cada dominador tem um estilo diferente e gosto também.

*Tempo de sessão ideal?*

Minha sessão ideal dura de 4 a 6 horas. Pois a preliminar é muito importante.

*O Mestre é casado?*

Sou casado, e o amo muito. Por isso não me apaixono por nenhum submisso.
Ele foi um dos meus primeiros submissos e hoje é meu companheiro. Lindo e gostoso.

*Projetos?*

São tantos, minha mente é um vulcão de pensamentos para divulgar o BDSM gay no Brasil.
Atualmente tenho participado do BDSMCAMP, filme “Baunilha”, entre outras novidades por ai.

*Qual a Etiqueta para ter uma sessão em seu Studio?*

A etiqueta de um sub quando chegar ao meu Studio é:

Código de conduta no BF STUDIO

Chamar sempre de MESTRE;

Não pisar nos batentes de proteção ao som das portas de acesso;

Deixar os objetos pessoais (salvo o celular) na antessala, assim que entrar;

Tirar a roupa e deixar na antessala, entrar apenas de cueca;

Colocar o celular no silencioso antes de entrar no BF STUDIO;

Somente pegar no celular com a autorização do MESTRE;

Entrar de cabeça baixa, não olhar para o MESTRE até ser permitido;

Os equipamentos que forem usados tem de ser limpos após a sessão;

Colocar os equipamentos no respectivo lugar após a limpeza e final da sessão;

Lavar os copos, pratos ou demais utensílios usados;

Fazer um breve relato da sessão ao chegar em casa e enviar ao email do MESTRE (brennofurrier@gmail.com)

*Aumento de limites?*

Muito importante isso para casos de uma relação BDSM em que teremos várias sessões, mas tudo combinado e gradativo.

*Palavras segurança (Safewords)?*

Uso duas: amarelo e vermelho. A primeira é o limite de uma determinada situação a segunda é mandar pro chuveiro, casa. Sem elas não é BDSM, é crime.

*Após sessão?*

Adoro ter: Amizade, conversa bate papo, trocar experiências pra melhorar possíveis outras sessões.

*Antes sessão?*

Pouca conversa, e passo as regras do meu Studio.

Para pessoas desconhecidas, converso bastante o que poderá ser feito, mas não digo tudo, a surpresa as vezes é importante numa sessão de BDSM .

*Entrevista (conhecer antes)?*

Pelo estágio em que alguns Doms se encontram, por demonstrarem competência em vídeos e fotos ou mesmo relatos, nós não gostamos de marcar com um sub pra ser entrevistado por ele, tipo pra saber se vai curtir ou não.
Gostamos de coisas mais diretas e de pessoas decididas.

*Os “sem noção”??*

Para mim os piores são aqueles que dizem: eu quero… faz isso… Estes pensam que nós dominadores somos subs deles.

Mas não posso esquecer daqueles que dizem: quero dominador com pegada e que me coma com força….. Eu respondo que eles não precisam de um dominador, basta um ativo. Em qualquer app vc acha um.

E aqueles: quero ser comido por 4 dominadores….. respondo: vai procurar um produtor de filme, ou vai dormir e sonhar. Arrumar um dominador de verdade já é difícil, imagina 4 que te queiram. Nós dominadores somos seres em extinção hehehehe.

Obs: NINGUÉM É OBRIGADO A ACEITAR TUDO QUE EU DISSE, isso é a minha opinião apenas.
Abraços
Brenno Furrier

Leia Mais...

BDSM EXPERINCE – 4 BDSMCAMPBRASIL

22 junho, 2017 | Posted in Noticias, Vídeos

 

 

Leia Mais...

Um curto e belo filme sobre o BDSMCAMPBRASIL

16 maio, 2017 | Posted in Noticias, Outros, Vídeos

Um evento realizado com a ajuda de amigos, como o Luis, Guto, Barbudo, Marck, PC , Artur, além dos staffs maravilhosos como por exemplo o Richard de Vitória. Filme de Ale Ruano, um grande profissional, gravado em uma mansão na cidade de Maiporã SP no ano de 2016. 40 pessoas entre dominadores, staffs e participantes. Acrescentei ao final o nome dos participantes que ajudaram nesse BDSMCAMPBRASIL 


​​Vem aí a 4ª edição, não percam 😍😍😍😍

Leia Mais...

PESQUISA 2017

14 maio, 2017 | Posted in Noticias, Outros

QUERIDOS FIZ UM QUESTIONARIO SOBRE FETICHES, GAY,  HT PARA ABRANGER TODOS. QUERO TER O PERFIL DE NOSSOS PRATICANTES.  QUEM PUDER PREENCHER E DIVULGAR NOS GRUPOS E FACE SERÁ MUITO BOM PARA O BRASIL. https://goo.gl/forms/7d8mOtnNyD5aqU1q1

Leia Mais...

Festa em Fortaleza – SADOFETICHISTA 29/04/17

5 maio, 2017 | Posted in Fotos, Noticias

Eu e minha amiga Rainha Frágil

Só mesmo uma amiga que me conhece desde que tenho 23 anos para me fazer embarcar com mais de 200kg de equipamentos para sua cidade, a capital cearense, Fortaleza. 

Tenho muito, mais muitooooo carinho pela Beth, uma amiga que tenho no BDSM. 

Ela sempre foi uma referência no BDSM aqui no Nordeste, com seu sexshop, palestras e festas, sempre ajudou muita gente a se encontrar e conhecer um BDSM sadio. 

Era uma quinta-feira, embarquei junto com dois amigos para a cidade de Fortaleza, 10 horas distante da minha cidade em Pernambuco. 

Antes de sair, comprei umas coisinhas para ajudar na decoração da casa, para brincar com jogo de iluminação e malhas colocadas na parede. 
Foram dois dias de instalação e organização para que tudo ficasse o mais lindo possível.

Parte da decoração


Devido ao feriado prolongado, muita gente que havia confirmado faltou, mesmo assim tivemos umas 30 pessoas, dentre elas uma visita especial (secreta) que me fez uma linda surpresa. Ameiiiii amigo 😍

A festa é ao estilo de festas mais intimistas que frequentei em São Francisco, público seleto, comida e bebida (não alcoólica) à vontade. Como eu disse a Beth, as pessoas precisam entender que essas festas não são baladas.  Para alguns faltou deixar a timidez de lado e se jogar nas práticas. 

Um público bem jovem, ávidos por ver e praticar o verdadeiro BDSM praticado em Fortaleza há muito tempo, isso graças a ajuda e divulgação de minha querida amiga. 


Minha impressão é de um grupo muito familiar, onde a amizade é cultivada a cada encontro, inclusive com comemoração de aniversários. 

A noite chegou, minha companhia também, todo em latex, até com as meias, me fez companhia e cuidou de mim, ajudando nas minhas sessões. 

Eu e um sub todo em Latex

Tivemos muitas sessões. 

Beth e Dom Luis

Vaccube, uma delicia testada por muitos

A Rainha em atividade 😍

Podolatria

Velas


Marcas do uso do Vaccube



Foi bem legal a festa, só fiquei triste por não ter suspenso ninguém, mesmo estando tudo pronto hehehehehe

Minha argola BDSM para suspensão

Que venham outras festas, adorei conhecer pessoas tão bacanas, e a Beth minha gratidão por ter aberta sua casa para nos receber. 

Sempre disse que o nordeste tinha uma rainha, e apenas confirmei que ela a cada dia tá melhor. A Rainha Frágil (uma fera viu hehehehe) 

A festa foi até as 9 horas da manhã, simplesmente dormir satisfeito demais. Dei uma saidinha, mas voltei logo 😈😈


Para conhecer minha amiga e seu grande trabalho, Rainha Frágil

Leia Mais...

DICAS SAÚDE NO BDSM

3 maio, 2017 | Posted in Noticias, Outros

Uma das milhares de botas de Dom PC 😂😂


A entrevista do DOM PC toca em pontos importantes da preservação da saúde nas práticas do BDSM, isto graças as perguntas pontuais do Heitor Werneck.
BDSM com saúde: um médico dominador e suas dicas maravilhosas
Médico graduado pela USP e praticante do BDSM há cerca de 12 anos, Dom PC conversou com o blog e deu algumas dicas para você desfrutar as mais deliciosas fantasias sem expor sua saúde a riscos.
HW: Que práticas requerem mais cuidados no que se refere à prevenção contra DSTs?
Dom PC: Todas as práticas requerem cuidado em relação à prevenção de DSTs, pois em grande parte das práticas de BDSM ocorre alguma forma de contato corporal ou com fluidos corporais.
As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios transmissíveis, principalmente, através das relações sexuais realizadas sem as devidas proteções com uma pessoa que já esteja infectada. Geralmente, manifestam-se por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas, podendo também não apresentar sinais/sintomas.
Vale lembrar que DST não é apenas a AIDS, mas também Hepatites B e C, Sifilis, Gonorréia, Linfogranuloma venéreo, Herpes, Cancro mole, Condiloma acuminado etc.
Embora numa sessão de BDSM a penetração (pênis-ânus, pênis-vagina) não seja uma regra, as DSTs podem ser transmitidas de outras formas, tais como: contato com lesões de pele e mucosas e contato com fluidos corporais (sêmen, sangue e secreções genitais). A proteção absoluta contra essas doenças seria não ter contato com qualquer tipo de secreção corporal.
Não existem pesquisas que relacionem especificamente alguma DST com a pratica BDSM, mas alguns cuidados são fundamentais: uso de preservativos e assepsia completa de todos os objetos e acessórios de uso individual ou coletivo.
HW: Na prática de pissing, pode-se contrair qual DST?
Dom PC: A urina é um líquido estéril, ou seja, em condições normais não contém micro-organismos causadores de doenças.
Em relação ao vírus HIV, não ocorre transmissão pela urina, pois as quantidades nela contidas, assim aquelas presentes no suor e na saliva, são pequenas para permitir uma transmissão. Porém, o sangue e seus derivados, como as secreções genitais, possuem grandes quantidades do vírus, sendo o suficiente para a transmissão.
HW: E na prática de escatologia, quais os riscos?
Dom PC: Em relação ao HIV existe pouco risco de uma contaminação ao receber urina ou fezes na boca, porém todo cuidado é pouco, pois outras doenças podem ser transmitidas. Assim, recomenda-se ficar sem escovar os dentes e a língua pelo menos três horas antes da pratica de escatologia, ou mesmo do pissing, para evitar microlesões que permitam a passagem de germes. Também recomenda-se não realizar essas práticas se tiver qualquer tipo de ferimento na boca. Da mesma maneira, é importante evitar que fezes e urina entrem em contato com ferimentos que, porventura, existam no corpo, pois estes são portas de entrada para microo-rganismos causadores de doenças.
HW: Para os podólatras: quais os riscos de se lamber botas e solas?
Dom PC: O maior risco é a contração de doenças orais e gastro-intestinais decorrentes de resíduos e sujeiras que podem estar localizados nas botas e nas solas. Assim, recomenda-se sua limpeza antes de iniciar a prática.
HW: Que conselho você dá aos DOMs e DOMMEs sobre a prática de pisar? Quais os lugares mais aconselháveis para usar os capachos?
Dom PC: Em geral, superfícies do corpo com maior densidade muscular são mais aconselháveis, e deve-se evitar pontos em que se possam comprimir vasos e nervos de grande calibre. Quanto maior a área pisada, maior será a distribuição da pressão sobre a superfície do corpo e, consequentemente, menor o risco de lesão. Dessa forma, deve-se ter maior cautela com sapatos/botas de salto fino.
HW: No bondage ou em qualquer amarração – já que não são práticas tão elaboradas quanto o shibari – quais são os lugares melhores para se prender o sub e que cuidados devem ser tomados?
Dom PC: Deve-se evitar formar laçada com corda ao redor do pescoço, de modo a constringi-lo. Deve-se observar atentamente a coloração e sensibilidade das extremidades amarradas (mãos, pés, pênis), pois quanto maior a tensão da corda, maior a probabilidade de compressão vascular e nervosa, comprometendo a irrigação sanguínea e a condução nervosa sensitiva e motora.
HW: Na prática de asfixia, seja com cordas, cintos ou mãos, o corpo “avisa” antes de a pessoa desfalecer? Quais os sinais?
Dom PC: Sim. Usualmente, antes de desfalecer, a pessoa pode sentir tontura, dificuldade de sustentar seu próprio corpo, certa confusão mental, tonalidade levemente azulada/arroxeada da pele e mucosas (oral), dentre outros. Estes já são alguns sinais de que, caso a prática prossiga, a pessoa perderá os sentidos.
HW: Cuspe, saliva e suor: que DSTs podem ser transmitidas por essas secreções?
Dom PC: Em geral, não há transmissão de DSTs por esses meios, devido à pequena quantidade de vírus nessas secreções.
HW: Na introdução de objetos no ânus, que cuidados devem ser tomados?
Dom PC: Primeiramente, muita lubrificação para evitar escoriações, fissuras e lesões no esfíncter anal, observando cuidadosamente o relaxamento da musculatura anal conforme se introduz o objeto. Em segundo, maior cautela ao introduzir objetos rígidos, devido à possibilidade de lesão e perfuração da mucosa retal – o tecido que “forra” internamente o reto –, pois esta é extremamente delicada e bastante suscetível a traumatismos. Vale lembrar que qualquer coisa que penetre no reto e/ou vagina pode transmitir HIV e outras DST, se for compartilhado. Assim, higienizar os objetos antes e depois do uso é de fundamental importância.
HW: O que você aconselha aos praticantes de fisting?
Dom PC: Muita cautela, paciência e lubrificação abundante, para que o esfíncter anal aos poucos relaxe e se adapte conforme se introduz mão, punho, antebraço, evitando que uma distensão abrupta possa lesioná-lo.

Unhas bem cortadas, curtas, sem cantos ou pontas são de importância fundamental. A escolha do tamanho certo das luvas é outro ponto importante, pois uma luva pequena pode rasgar com facilidade e uma luva maior que o tamanho adequado pode rasgar-se também e soltar-se da mão.
Caso se pretenda realizar enema antes da prática do fisting, este deve ser feito algumas horas antes, para que a camada natural de muco do intestino tenha tempo de ser refeita.
HW: Na prática de spanking, quais os principais cuidados?
Dom PC: No Spanking, os atos de chicotear, bater, golpear etc. podem romper a pele, causando sangramentos. Se isso acontecer, o acessório utilizado para a prática deve ser higienizado com cuidado, pois, em se tratando de sangue, o risco de contaminação é alto. Da mesma forma, deve-se atentar para a possibilidade de gotas de sangue serem “jogadas” em qualquer direção pelo movimento das pontas de um chicote, por exemplo.
HW: E para chicotear uma pessoa: quais são os órgãos mais sensíveis e quais regiões do corpo devem ser evitadas?
Dom PC: Na região do tórax (peito e costas) deve-se evitar o spanking com acessórios rígidos ou de grande superfície de contato, pois estes podem causar fraturas das costelas e consequente lesão dos órgãos torácicos (pulmões, coração).
A região lombar deve ser evitada em virtude da presença dos rins, podendo ser realizado um spanking leve com acessório de baixo impacto.
No abdôme, deve-se evitar a utilização de acessórios rígidos e de grande impacto, em virtude da presença dos órgãos que podem não resistir aos golpes e romper-se, já que não possuem proteção óssea externa.
HW: Que parte do corpo é mais frágil e deve ser poupada de impactos mais fortes?
Dom PC: Cabeça, pescoço, axilas, punhos, virilhas, joelhos, tornozelos, pois são áreas de grande densidade vásculo-nervosa ou articulações, com maior risco de lesões graves dessas estruturas.
HW: E sobre balbusting, quais os limites?
Dom PC: Os golpes na bolsa escrotal (chutes, socos, apertões, chicotadas, marteladas etc.) devem ser muito bem pensados e calculados, pois um golpe mal aplicado ou de alta intensidade pode levar à ruptura dos testículos.
Dessa forma, a prática de ballbusting deve sempre iniciar de forma leve, aumentando-se a intensidade de acordo com as reações do submisso. Este deve utilizar a palavra de segurança sempre que perceber que seu limite foi alcançado.
Muito cuidado ao efetuar golpes contra os testículos quando estes estiverem apoiados em superfícies rígidas, pois o risco de ruptura devido ao impacto é muito maior.
Bondage escrotal também requer muita cautela, pois a constrição das cordas pode causar lesão no sistema vascular, não devendo prolongar-se por mais de 15 minutos, sempre observando-se a temperatura e coloração da bolsa escrotal.
Fonte: https://heitorwerneck.wordpress.com/2017/05/02/bdsm-com-saude-um-medico-dominador-e-suas-dicas-maravilhosas/comment-page-1/#comment-31

Leia Mais...

Promoção de equipamentos – VIA LIBIDO

17 abril, 2017 | Posted in Noticias

Minha amiga Beth tem uma loja sexshop com preços excelentes, mas ainda fez uma promoção. Show de bola 🏀

Loja séria e entrega garantida. Muitos anos no mercado já

https://www.vialibido.com.br/prod,idloja,22098,promocao,1,ofertas.htm

Leia Mais...

LiveZilla Live Chat Software