Prévia do BDSMCAMPBRASIL 

21 fevereiro, 2017 | Posted in Vídeos

O gostoso do tony em uma teia de aranha sendo espancado. Depois mereceu um carinho do mestre.

Leia Mais...

Malhando um pouquinho 

20 fevereiro, 2017 | Posted in Noticias, Vídeos

Vem ai algumas festas, tenho q me cuidar um pouco. ​

Leia Mais...

Suspensão em Shibari 

10 fevereiro, 2017 | Posted in Sem categoria


Calendário BDSM, make off, do genial Renato Filho, em que tive oportunidade de ajudar com a parte do bdsm. O modelo é um fofo e um tesão, lindo demais 😍 #bdsm #shibari #shibaribondage #shibarisuspension #ropesuspension #gaybdsm #brennofurrier

Leia Mais...

Festa privada no BF STUDIO

10 fevereiro, 2017 | Posted in Fotos, Noticias

Foram 8 convidados, 1 de Blumenau, 1 da Alemanha, 1 de SP e 5 daqui de Pernambuco . 

Movido a boa música, playlist do Sub Marcelo (meu staff do BDSMCAMPBRASIL) vinho, vodka e principalmente muito bom papo. 

Todos com gear especiais, dentro de um contexto trazida pela iluminação especial do studio. 


Teve Fetiche Biker, shibari, camiseta de força, spank entre outros. 

Noite muito agradável. 

Leia Mais...

Mestre Bruno em novo vídeo

8 fevereiro, 2017 | Posted in Noticias


Um amigo querido que gosto muito do seu trabalho como dominador, preparou um novo vídeo para nós. 

Click na imagem para direcionar 👆👆

Leia Mais...

BDSMCAMPBRASIL EM REVISTA ALEMà

8 fevereiro, 2017 | Posted in Noticias


BDSM Camp Brasil aparece na Revista Kaltblut da Alemanha.February 3, 2017

http://www.kaltblut-magazine.com/ale-ruaro/ ( texto original em inglês abaixo)

 

Ale Ruaro retrata a intimidade de uma realidade não acessível à habitual convivência, transformando os seres humanos em corpos atemporais sem individualidade. Ele usa a fotografia para converter suas experiências pessoais e cotidianas em imagens que trazem normalidade ao não-convencional. Numa catarse visual, busca uma conexão entre seus temas e o expectador, tentando expor preconceitos expondo diferenças. Nos últimos anos, foi reconhecido pelo público especializado, através de prêmios, exposições e publicações.

 

“A percepção da sociedade como um grupo homogêneo sugere o obscurecimento das diferenças existentes entre indivíduos ou entre grupos fechados. Esses grupos existem de acordo com regras internas, muitas vezes rígidas, que incluem o participante através de alguma característica ou comportamento compartilhado dentro do grupo. As características que formam esses diversos núcleos sociais não vêm de elementos estranhos ao comportamento social do grande grupo, mas de variações desses comportamentos, muitas vezes de maneira sutil. A sexualidade é, singularmente, o traço que transpasse ao mesmo tempo os membros do grande grupo social e diferencia ou justifica a existência de grupos sociais menores. As inúmeras variações da sexualidade incitam ao agrupamento, omitidas repetidamente da participação nos comportamentos considerados normais. A associação da dor com a sexualidade é a manifestação mais restritiva da interação social integrada, uma vez que, para aqueles que não pertencem ao grupo, tal associação parece improvável. O projeto apresentado propõe a desmistificação de práticas sociais restritivas, registrando internamente a vida cotidiana dos participantes de forma documental durante um período de quatro anos, a fim de demonstrar as sutilezas das diferenças. O resultado apresenta as manifestações sexuais do grupo sado-masoquista como uma realização. Liberdade e individualidade do grupo. ”

 

******************************************************************************************

 

Ale Ruaro portrays the intimacy of a reality not accessible to the usual conviviality, transforming human beings into timeless bodies without individuality. He uses photography to convert his personal and everyday experiences into images that bring normality to the unconventional. In a visual catharsis, he seeks a connection between his themes and the spectator, trying to expose prejudices by exposing differences. In recent years, it has been recognized by the specialist public, through awards, exhibitions and publications.

 

“The perception of society as a homogeneous group suggests the obscuring of existing differences between individuals or between closed groups. Such groups exist in accordance with internal, often rigid, rules that include the participant through some characteristic or behavior shared within the group. The characteristics that form these diverse social nuclei do not come from elements alien to the social behavior of the large group, but from variations of these behaviors, often in a subtle way. Sexuality is, singularly, the trait that at the same time transpasses the members of the great social group and differentiates or justifies the existence of smaller social groups. The innumerable variations of sexuality incite grouping, repeatedly omitted from participation in the behaviors considered normal.

The association of pain with sexuality is the single most restrictive manifestation of integrated social interaction, since, for those not belonging to the group, such an association seems unlikely.

The project presented proposes the demystification of restrictive social practices by internally recording the participants’ daily life in a documentary way during a four year period in order to demonstrate the subtleties of differences. The result presents the sexual manifestations of the masochistic sado group as an accomplishment. Freedom and individuality of the group.”
Fonte: http://www.mestregutolemos.com/single-post/2017/02/06/BDSM-Camp-Brasil-aparece-na-Revista-Kaltblut-da-Alemanha

Leia Mais...

LiveZilla Live Chat Software